sábado, 31 de janeiro de 2009

perspectivas igualitárias

Uma das discussões mais acalouradas até os dias de hoje é o entrave de homens e mulheres na busca pela manutenção dos seus direitos, um em contraposição do outro.
Como mulher, sou guerreira exímia na defesa das causas das mulheres, e qualquer vitória alcançada por nós, no meu espectro visual, é muito válida no que diz respeito ao nosso quadro de conquistas ao longo da história da humanidade.
De acordo com o site iparaiba, o presidente eleito dos EUA, Barack Obama, assinou nesta quinta feira (29), a lei que busca igualdade salarial entre homens e mulheres. Um bom começo para um governo até então de anseios promissores. Tendo como posição no número de leis assinadas pelo presidente o primeiro lugar, a nova lei consiste na perspectiva de equilibrar os direitos entre homens e mulheres primordialmente no âmbito econômico, e consequentemente em aspectos diversos e mais profundos, os quais até hoje enfrentam discussões acirradas, travadas ao longo do tempo, promovendo na sociedade como um todo, polêmicas intermináveis permeiadas numa batalha de gêneros.
Definitivamente o presidente começa seu mandato com o pé direito. E Suprimindo tal clichê, confirmo a afirmação quanto à sua postura como "governante do povo". Obama dispensa ,até o momento, qualquer condenação quanto à sua atuação na presidência norte-americana, pois vem se mostrando ativo e perspicaz ao ponto de favorecer a luta contra a desigualdade moral e social dos gêneros.
Permanecer no poder de modo a diferir dos seus antecedentes na cadeira presidencial, será para Obama uma marca de sua competência e integridade moral, e para nós um marco na história.
Congratulações ao Senhor Barack Obama, pelo início brilhante, espero que seja uma profecia de um mandato recheado de bonanças e perspectivas cada dia mais concretas e benéficas a população do mundo inteiro.

7 comentários:

juliana 31 de janeiro de 2009 17:33  

perspectivas... e somente perspectivas!

sem querer bancar a negativista, ou qualquer outra qualificaçao do gênero, mas considero muito cedo para taxar a postura do atual presidente norte-americano.
portanto, prefiro me manter como mera expectadora por algum tempo até que a postura dele se firme e clarei mais.
excelente tema!
:*

Luciano 9 de fevereiro de 2009 15:31  

Torço bastante para que essas "diferenças", sejam extintas de vez do nosso meio! Pois somos todos iguais.

:)

Taiguara Rangel 12 de fevereiro de 2009 12:36  

Doce utopia aqui no Brasil, onde salvo engano as mulheres recebem 40% menos que os homens. Por esse fator, dentre outros, a oferta de emprego no mercado feminino eh 20% maior (pelo que consigo lembrar, tenho certeza nao)

Nao vejo como fazer valer essa lei, mas ja seria um grande passo implementa-la :D

Continue assim, mileneenha
beeijos

Carol Ferraz 15 de março de 2009 16:20  

Episódio "inédito" na rádio: "Nós mulheres iremos dominar o mundo"






















...

Ainda acredito nessa possibilidade!
=]

Mih...mente e alma notáveis!

llds-ll 31 de março de 2009 16:15  

Você escreve maravilhosamente. Adorei o tema!

continue assim, graaaande beijo :*

:)

Geraldo Samuel 19 de abril de 2009 18:32  

Espero que essa igualdade um dia seja alcançada mesmo, pois já passou da hora de dar um basta nestas desigualdades. Penso que Obama será um bom governante,infelizmente ele é o cara que está no melhor lugar na pior hora, com toda essa situação econômica fica difícil ele conseguir realizar todos os seus sonhos, mas espero que ele possua sabedoria e muita calma para realizar um bom mandato.

Tema muito bom milleninha.
beijo

Geraldo Samuel 10 de maio de 2009 20:50  

eu acredito que estas perspectivas um dia realmente se concretizem...
=*