quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Oba Oba Obama!




Numa das manchetes principais do jornal online G1 de hoje, consta a seguinte informação: "Economia e guerras ocupam agenda do 1º dia de Obama".


É, ser o homem mais importante do mundo atualmente, de fato não é lá tarefa simples e tão recompensadora assim. No seu primeiro dia de mandato oficial, Obama já se preocupa com as repercussões mundiais da economia norte-americana e com as guerras que ainda envolvem o país. Preocupações um tanto quanto exaustivas, ou talvez, monótonas, dependendo do ângulo de visão que se utiliza.


Simultaneamente às preocupações seguem outras atividades como a maratona de bailes e inaugurações, as solenidades implacáveis, seguidas de...mais solenidades, e consequentemente de mais maratonas de fotos, entrevistas, reuniões e por fim, talvez ainda sobre espaço para um descanso na "humilde' e confortável Casa Branca. Mas de fato, o que recompensa tanto desgaste e dedicação por parte do novo governante da maior potência Mundial? Será mesmo o "simples" fato do amor ao país que lhe embalou desde os seus mais lindos sonhos infantis até as suas aspirações atuais? Ou será a preocupação veemente sincera com a população norte-americana diante da fragilidade vivenciada pela mesma ante aos acontecimentos atuais?


Há também outra possibilidade colocada em questão no que diz respeito aos fatores compensatórios da mobilização e disponibilidade de Obama para o cargo que ocupa hoje; o desejo de dar seguimento aos planos capitalistas do país afim de mantê-lo no primeiro lugar do pódium mundial? Faz sentido. A preocupação com a crise que aflinge os EUA pode ser um estímulo à atitude de coragem de Obama de assumir o cargo de presitende americano.


Existe uma infinidade de motivações para a vontade de Barack Obama de assumir o posto de homem mais importante dos próximos quatro anos,ou talvez dos próximos oito anos, embora confiar simplesmente nas melhores intenções possíveis deste homem não seja também tarefa fácil e real para mim no momento, acredito que foram muitos VOTOS de confiança quebrados ao longo do tempo.

3 comentários:

Silas Magnata 22 de janeiro de 2009 04:41  

Esse cara está concentrando no seu governo as esperanças de todo um mundo cansado do autoritarismo e intolerancia dos ianques, espero que elenão nos decepcione

Arthur Lopes 22 de janeiro de 2009 04:59  

Os americanos pensam que Obama vai mudar os Estados Unidos.
Beleza que ele é o primeiro negro presidente dos EUA, mas ele não vai mudar o país não. Os americanos pensam que ele vai chegar pra mudar o mundo, com esse monte de ações de marketing que estão fazendo, idolatram o cara...Americanos SE LIGUEM!

Mas eu espero que ele não decepcione ninguém, mas mudar da agua pro vinho de uma hora pra outra isso nao vai acontecer nao.

Luciano 22 de janeiro de 2009 15:59  

Obama sem dúvida tem a chanse de mudar várias coisa no seu governo!
Espero que ele tenha uma cabeça aberta e veja principalmente as dificuldades das pessoas menos favorecidas pela sociedade.
Torço sem dúvida por ele e que as pessoas possam ser mais críticas diante de fatos importantes, e com isso reivindicar sempre o melhor para o seu país.